Sem alterações

Comemorações do Centenário

Assista ao vídeo documentário "Por Trás das Letras Verdes: Memórias do Campus Inconfidentes"

Vídeo foi produzido especialmente para a comemoração do Centenário

 

Por Trás das Letras Verdes: Memórias do Campus Inconfidentes

Publicado em 29/03/2018

Por Roberto Mendonça Maranho

Ascom - Assessoria de Comunicação

 


Campus Inconfidentes comemora os 100 anos da Instituição com a realização de diversas atividades

No dia 28 de fevereiro, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais – Campus Inconfidentes completou 100 anos de história. A Instituição, que teve origem em 28 de fevereiro de 1918 com a criação do Patronato Agrícola Visconde de Mauá, realizou diversas atividades entre os dias 24 e 28 para celebrar a data festiva.

Sábado, 24 de fevereiro

Dentro Materia Sabado Sessao Civica Egressos 01No sábado, dia 24, a programação teve início com uma Missa em Ação de Graças na Paróquia de São Geraldo Majela. A missa foi celebrada pelo Arcebispo Dom José Luiz Majella Delgado, e contou com um coral formado por egressos do Campus Inconfidentes. Em seguida, os ex-alunos que se formaram em 1980 realizaram o plantio de uma muda de ipê-branco em frente ao Instituto. O gesto foi motivado pela recente queda do ipê que havia no mesmo local, plantado em 1951 por alunos concluintes dos cursos de Iniciação Agrícola e de Mestria. A Fanfarra Professor Gabriel Vilas Boas realizou uma apresentação.

No início da tarde, diversos egressos e seus familiares, vindos de diferentes regiões do país, reuniram-se no Prédio Principal para a realização de uma Sessão Cívica. Participaram também servidores ativos e aposentados. Os presentes trocaram experiências e relembraram momentos vivenciados na escola, bem como as lições e aprendizados mais marcantes. Momentos emocionantes se alternavam com brincadeiras, nessa oportunidade em que houve um reencontro de quem não se via há muitos anos.

Paulo Roberto Muniz, 55 anos, egresso do curso Técnico em Agropecuária, formado em 1981, morador de Espirito Santo do Dourado – MG, destacou que o grande aprendizado que a escola lhe proporcionou foi fazer as coisas com muita ética. “Estou muito emocionado e me sentindo privilegiado por ser convidado para um evento desses. Essa escola marcou demais minha vida. O que eu sou hoje em dia, devo muito a esta Instituição. Acredito que ela tenha espalhado coisas muito boas nesse Brasil”.

Mauro Oraboni Pinto, 59 anos, egresso do curso Técnico em Agropecuária, formado em 1980, morador de São Gonçalo do Sapucaí – MG, comentou que seu sucesso profissional teve seu passo inicial na escola. “Aqui eu aprendi a lidar, aqui eu aprendi a ser homem, aqui eu aprendi a trabalhar, aqui eu aprendi a estudar, a ter responsabilidade. Eu devo hoje grande parte da minha vida a seriedade da escola”.

O egresso mais antigo presente, Mario dos Reis Massaroni, 72 anos, formado no ginásio em 1964, morador de Cajamar – SP, disse que a escola deu um rumo em sua vida. “Eu aprendi como comportar na vida. Uma formação moral, não só estudantil. A dar valor a amizade. A escola foi a estrutura da minha vida. O que eu aprendi aqui é o que eu aplico na vida até hoje”.

Dentro Materia Sabado Jantar Dancante 01À noite, foi o momento de celebrar com o Jantar Dançante, que reuniu servidores, aposentados, colaboradores e familiares. O ambiente bem decorado, música ao vivo, aperitivos, a elegância dos presentes e o espírito de confraternizar e comemorar a data tão significativa foram marcas da festa.

As servidoras Priscilla Lopes Ribeiro e Juliana Tenório lideraram a organização do evento. “Ficamos muito felizes pela adesão dos servidores, com grande participação de todos”, disse Priscilla. “Era possível ver a alegria e a emoção no rosto de cada um. E esse era o objetivo de toda Comissão do Centenário”, complementou. Juliana destacou que, para realização do evento, não foi utilizado nenhum recurso público, sendo os custos divididos entre os participantes. “Agradecemos a todos que contribuíram, direta ou indiretamente, na organização. Foi um evento construído por muitas mãos”, disse a servidora.

Domingo, 25 de fevereiro

Dentro Materia Domingo Futebol 01No domingo, dia 25, aconteceu pela manhã amistosos de voleibol entre servidores, egressos e alunos do campus, no Ginásio Poliesportivo. Os três times eram mistos, formados por homens e mulheres. Todos jogaram contra todos. O professor de Educação Física aposentado da Instituição, Claiton Tomazoli, esteve presente e foi o técnico do time de egressos.

No período da tarde, foi a vez do futebol de campo, que teve como foco a participação dos ex-alunos. Quatro equipes disputaram as partidas, sendo duas de egressos, de épocas diferentes de formação, uma de Itumirim – MG e uma de Ouro Fino – MG. O ex-diretor da Instituição, professor Gabriel Vilas Boas, esteve presente para reencontrar com os egressos.

“Foi uma tarde de muita alegria que os ex-alunos estavam sentindo de poder retornar a esta Instituição e participar das comemorações dos 100 anos de sua existência”, disse o professor Antônio Carlos Vilas Boas, um dos organizadores do evento.

Segunda, 25 de fevereiro

Dentro Materia Segunda Documentario 01A programação de segunda, dia 26, foi de Sessões de Cinema para exibição do vídeo documentário “Por Trás das Letras Verdes: Memórias do Campus Inconfidentes”, produzido especialmente para a comemoração do Centenário.

O documentário desvenda histórias e causos de servidores e alunos da instituição. O vídeo tem duração de 58 minutos e é organizado em 8 blocos, onde os personagens revelam as principais memórias sobre a vida no alojamento, as aulas e as atividades esportivas e culturais, além dos projetos desenvolvidos na Fazenda-Escola.

O documentário mostra também o "espírito da época" do surgimento do Patronato Agrícola Visconde de Mauá, bem como o período de transição da antiga Escola Agrotécnica Federal de Inconfidentes para Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais.

“Nossa intenção foi registrar a memória afetiva de tantas pessoas que tiveram uma vivência muito forte aqui na escola”, disse o diretor do documentário, José Valmei Bueno, segundo o qual os trabalhos foram concluídos graças ao envolvimento de diversos servidores e colaboradores. “A conclusão deste documentário se viabilizou pela participação de vários servidores que entenderam a importância deste momento de comemorações e do registro destas experiências para a história”, disse o Jornalista do Campus Inconfidentes. “Foi um trabalho feito em muitas mãos”, comentou Valmei ao reconhecer o esforço e o trabalho das pessoas envolvidas na produção.

A primeira sessão foi especial para aqueles que participaram com depoimentos das gravações e seus familiares. A segunda, foi aberta ao público em geral. O vídeo também foi exibido na Câmara Municipal de Ouro Fino.

Terça, 27 de fevereiro

Dentro Materia Terca Paulo Paiva 01O ex-ministro Paulo Paiva, esteve presente no Campus Inconfidentes, na terça, dia 27. Nascido em Inconfidentes, quando era ainda distrito de Ouro Fino, e com grande experiência na Administração Pública e na área acadêmica, o professor Paulo Paiva realizou uma palestra que contou com muitos presentes.

A Fanfarra Professor Gabriel Vilas Boas realizou uma apresentação para recepcionar o público.

Em sua exposição, contou sobre sua trajetória, de alguém que saiu de Inconfidentes e que, ao longo da vida, teve participação em vários órgãos públicos em momentos de decisão da história recente do  país.

O palestrante disse que considerou o convite uma forma de reconhecimento da participação de seu pai, Jorgino Francisco de Azevedo Paiva, que de 1922 até seu falecimento em 1967 atuou na escola. “Essa Instituição com 100 anos, teve um papel fundamental na formação de gerações de profissionais nesse país. Mostrando a importância do papel da educação pública e do setor público, principalmente num momento de tentativa de desconstrução do papel do setor público e do governo. Acho que é o momento para fazer esse reconhecimento da Instituição que há 100 anos tem contribuído para o desenvolvimento e para a inclusão no país”, comentou o ex-ministro.

De acordo com a organizadora do evento, servidora Paula Doná, o professor Paulo Paiva aceitou prontamente o seu convite para ministrar a palestra, não aceitando nenhum pagamento ou ajuda de custo. “Para ele é sempre um prazer retornar à sua terra natal”, contou ela. Paula acredita que o evento atingiu seu objetivo, pois contou com a presença maciça de convidados, alunos e servidores. “Fomos brindados com um pouco da história, da experiência e da sabedoria do nosso querido conterrâneo”, completou ela.

Quarta, 28 de fevereiro

Dentro Materia Quarta Homenagem 01Na quarta, dia 28, no período da manhã, foi realizada uma Sessão Solene em comemoração ao Centenário. Autoridades, docentes, técnicos administrativos, colaboradores e alunos se reuniram no Ginásio Poliesportivo para celebrar.

A mesa diretora dos trabalhos foi presidida pelo Diretor-Geral do Campus Inconfidentes, professor Miguel Angel Isaac Toledo del Pino, e composta pelas seguintes autoridades: Reitor Substituto do IFSULDEMINAS, professor Cleber Avila Barbosa; Deputado Estadual de Minas Gerais, senhor Inácio Franco, Prefeito de Inconfidentes, senhor Décio Bonamichi; Presidente da Câmara Municipal de Inconfidentes, senhor Wilson José de Andrade; Presidente da Câmara Municipal de Ouro Fino, senhor Antônio Carlos Franceli.

O Diretor-Geral do Campus Inconfidentes declarou abertos os trabalhos da Sessão Solene em comemoração ao Centenário. Os presentes foram convidados a ouvir o Hino Nacional, que foi cantado pelo Coral EnCanto. A Fanfarra Professor Gabriel Vilas Boas realizou uma apresentação, que contou com músicas dos anos 60, música tema da Pantera Cor-de-Rosa, Despacito, finalizando com rock’n roll.

O primeiro a fazer uso da palavra foi o Diretor-Geral do Campus Inconfidentes, professor Miguel Angel Isaac Toledo del Pino. “É o momento de agradecermos por todos que aqui passaram. Agradecermos as pessoas que ousaram sonhar, possibilitando assim, podermos estar aqui hoje comemorando. Tantas lutas, vitórias e escolhas difíceis foram realizadas. Sim, todos merecem nosso respeito e gratidão. Pois tenho certeza que todos sempre fizeram o melhor para essa Instituição”, disse o professor Miguel.

Dentro Materia Quarta Artes 01O Reitor Substituto do IFSULDEMINAS, Cléber Avila Barbosa fez uso da palavra e comentou que é imensa a alegria de participar desse momento tão significativo para a Instituição, para a educação profissional do país e para todos servidores do IFSULDEMINAS. “Estamos a comemorar um marco da história. Cem anos do nosso Campus Inconfidentes. Cem anos em que essa escola desempenha uma bela trajetória de vida acadêmica. Uma história edificada por centenas de mãos, de cérebros e de corações. Cem anos em que milhares de jovens estudaram para que pudessem e possam encontrar o ritmo da vida profissional, da capacitação para o trabalho e para a defesa da cidadania e da dignidade humana”, disse o professor Cléber.

O homenageado especial da Sessão Solene, ex-diretor da COAGRI (Coordenação Nacional do Ensino Agropecuário), professor Oscar Lamounier Godofredo Júnior, em seu discurso relembrou dos tempos em que exerceu suas funções na Administração Pública. “A primeira vez que eu vim nessa escola, em 1975, quando fui designado para dirigir o ensino agropecuário, eu tive o prazer de encontrar aqui uma escola diferente das demais escolas técnicas do Ministério da Educação e Cultura. Naquela época, denominada Ginásio Agrícola Visconde de Mauá, era muito bem administrada por uma equipe muito boa. Mais tarde, nós tivemos a honra de poder engradecer essa equipe com a contratação de técnicos de educação, supervisores e orientadores. Quero lembrar que, quando eu era diretor da COAGRI, eu recebi ordens do ministro da educação de fechar os ginásios agrícolas. Tivemos a estratégia de transformar os ginásios agrícolas em escolas agrotécnicas federais e criar o curso Técnico em Agropecuária”, disse o professor Lamounier.

Após os discursos, o Coral EnCanto realizou a apresentação de algumas músicas. Em seguida, foi feito um breve histórico da Instituição.

O IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes realizou homenagens, com a entrega de placas. Foram agraciados: o Reitor Substituto do IFSULDEMINAS, Cléber Avila Barbosa; o ex-reitor do IFSULDEMINAS, Rômulo Eduardo Bernardes da Silva; o ex-reitor do IFSULDEMINAS, Sérgio Pedini;  o Prefeito Municipal de Inconfidentes, senhor Décio Bonaminchi; o Diretor-Geral do Campus Inconfidentes, professor Miguel Angel Isaac Toledo del Pino; ex-diretor João Fernandes de Souza – período entre 1945 a 1948; o professor Oscar Lamounier Godofredo Júnior; o professor Gabriel Vilas Boas; o professor José Venícius de Souza; o professor Claudino Ortigara; o professor Paulo Roberto Ceccon; o professor Ademir José Pereira; a coordenadora do centro de memórias, Melissa Salaro Bresci. Também foi oferecida uma homenagem especial em cristal, destinada aos ex-diretores e ao homenageado.

Dentro Materia Quarta Toten 01O Campus Inconfidentes recebeu moção de aplausos do Deputado Estadual de Minas Gerais, senhor Inácio Franco e do Presidente da Câmara Municipal de Ouro Fino, senhor Antônio Carlos Franceli.
Representando dos os egressos da Instituição, fez uso da palavra a professora Sindynara Ferreira, que relembrou seus tempos de estudante e emocionou os presentes. “Sou filha de produtor rural, mas apesar de ser filha de produtor rural, minha maior frustração é não ter morado na roça. Com 14 anos, em 1999, vim estudar na Escola Agrotécnica Federal de Inconfidentes “Visconde de Mauá”. Meu pai não teve o privilégio de me ensinar a dirigir trator, pois o primeiro trator que dirigi na vida foi aqui. Quando retornei aqui como servidora, entrando em efetivo exercício em 03 de janeiro de 2011, cheguei a acreditar que eu não conseguiria ficar. A saudade, mesmo sendo de lembranças boas, dói. Saber que ali aconteceu isto, que ali aconteceu aquilo, cada canto em que eu olhava uma história para contar. Pessoas que aqui estavam, já não estavam mais. Foi um período de amadurecimento, de aquisição de conhecimento acadêmico e, sobretudo, de formação para a vida. Parabéns EAFI, hoje IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes e que muitos, como eu, possam, no futuro, se orgulharem em dizer: foi nesta Escola em que me formei!”
Foi realizada a apresentação artístico esportiva “Memórias do nosso lugar: um passeio pelo passado, presente e futuro”, organizada pelos setores de Esporte, Cultura e Arte do Campus Inconfidentes. O evento foi encerrado com a apresentação do projeto musical Som no Campus.

No período da tarde, foi realizado o descerramento da placa do Centenário no Prédio Principal e Fazenda. Também ocorreu a inauguração do muro de crochê em homenagem aos 100 anos, ao lado da Garagem da Instituição, realizada em parceria com a Prefeitura Municipal. Na Fazenda Escola, foi inaugurado um toten, com a logomarca do instituto, desenvolvido pelo estudante de Licenciatura em Matemática, Mateus Mariano. “O projeto de ensino Geometria e Arte no Centenário foi desenvolvido nas disciplinas de Construções Geométricas do curso de Licenciatura em Matemática como forma de trabalhar interdisciplinarmente com Artes, mostrando aos estudantes alguns referenciais artísticos que trabalham com mosaicos ou padrões geométricos em suas obras”, disse o professor Antônio Gomes, coordenador do projeto.

Atualizado em 29/03/2018

Publicado em 06/03/2018

Texto: Roberto Mendonça Maranho

Fotos: Paula Doná, Edison Pistelli, Antonio Felipe e Roberto Mendonça

Ascom - Assessoria de Comunicação

Confira as imagens:

Sábado, 24 de fevereiro

---- Missa em Ação de Graças, plantio do ipê e apresentação da fanfarra

---- Sessão Cívica Egressos

---- Jantar Dançante

 

Domingo, 25 de fevereiro

---- Voleibol

---- Futebol de Campo

 

Segunda, 26 de fevereiro

---- Sessões de Cinema

 

Terça, 27 de fevereiro

---- Palestra Paulo Paiva

 

Quarta, 28 de fevereiro

---- Sessão Solene em comemoração ao Centenário

---- Descerramento das placas do Centenário, inauguração do muro de crochê e toten